Você está em: Página Inicial > Sogimig discute autonomia da gestante em evento aberto ao público médico

Sogimig discute autonomia da gestante em evento aberto ao público médico

A última reunião do ano do Grupo de Estudos Avançados em Gravidez de Alto Risco (GEAGAR) foi aberta ao público médico e contou com a palestra da Advogada, Doutora em Direito da Saúde, Luciana Dadalto. O tema do encontro foi: “Existe limite para a autonomia da gestante?”. O evento aconteceu no dia 10 de dezembro, no auditório da Associação Médica de Minas Gerais.

De acordo com Luciana, a discussão passa por situações como a gestante poder escolher o tipo de parto que deseja, ou se o obstetra pode influenciar nessa decisão, quando a escolha da mulher não for benéfica para ela ou para o bebê, por exemplo. “O tema é polêmico, mas falar sobre o assunto é extremamente necessário”, afirma.

A advogada destaca que atualmente existe uma polarização muito grande e posições muito extremas. “Por isso, parece que quem é a favor da autonomia da gestante é contra o direito a vida do feto, mas não é bem assim. Por meio de uma boa comunicação e um bom plano de parto, a mediação de conflitos é possível e importante para todos os envolvidos”.

SOBRE O GEAGAR SOGIMIG 

O Grupo de Estudos Avançados em Gravidez de Alto Risco (GEAGAR) foi criado com o objetivo de aprofundar estudos sobre gravidez de alto risco, buscando a produção de informações relevantes e com embasamento científico. O grupo é composto por obstetras vinculados à SOGIMIG e que visam um cuidado seguro e ético para as gestantes.

As reuniões acontecem mensalmente e a escolha dos temas é orientada a partir das proposições de cada membro do grupo e são apoiadas pela Biblioteca Virtual da AMMG.