Você está em: Página Inicial > POSICIONAMENTO SOGIMIG (09/06/2021) – VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 EM GESTANTES E PUÉRPERAS

POSICIONAMENTO SOGIMIG (09/06/2021) – VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 EM GESTANTES E PUÉRPERAS

Atualmente, tem-se discutido, de forma intensa, a vacinação contra a COVID-19 em gestantes e puérperas até 45 dias após o parto, uma vez que esse é grupo reconhecidamente de maior risco para complicações e mortalidade pela COVID-19.

O posicionamento inicial do Ministério da Saúde recomendava a inclusão das gestantes e puérperas no grupo prioritário para vacinação, iniciando-se por aquelas que apresentassem comorbidades e progredindo para a vacinação daquelas sem comorbidades.

Em função da suspeita de ocorrência de trombose em gestante que recebeu a vacina AstraZeneca, optou-se por manter a vacinação em gestantes de risco e suspender temporariamente a vacinação nas gestantes e puérperas sem comorbidades. A possível associação desta vacina com trombose em gestantes ainda está em processo de avaliação.

Definiu-se, portanto, que as gestantes mantidas no Programa Nacional de Imunização (PNI) não deveriam receber o imunizante da AstraZeneca e aquelas que já tinham recebido a primeira dose dessa vacina deveriam fazer a segunda dose 45 dias após o parto.

Já ocorreram 814 óbitos maternos por COVID-19 este ano, enquanto em todo o ano de 2020 foram 455 óbitos. Além do aumento significativo de mortes maternas pela doença, a maioria das mortes maternas por COVID-19 tem ocorrido em mulheres sem fatores de risco evidentes, o que torna o quadro mais preocupante.

Tendo em vista o momento da pandemia, a SOGIMIG considera estratégico e importante oferecer a vacinação contra a COVID-19 para todas as gestantes e puérperas até 45 dias, com ou sem comorbidades. Devem ser utilizadas as vacinas da Sinovac/Butantan ou Pfizer/Wyeth.

A aplicação da vacina deve ser realizada apenas com a comprovação da gestação ou puerpério, não necessitando de receita médica e/ou relatório médico.

Enfatizamos ainda que as mudanças de cenário da pandemia e o maior conhecimento sobre a vacina podem ser atualizados e modificados a qualquer instante.

Referências:

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações
NOTA TÉCNICA Nº 467/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações
NOTA TÉCNICA Nº 627/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações
NOTA TÉCNICA Nº 651/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS

Maternal and Neonatal Morbidity and Mortality Among Pregnant Women With and Without COVID-19 Infection The INTERCOVID Multinational Cohort Study Jama Pediatrics

Rodrigues A, Lacerda L, Francisco RPV. Observatório Obstétrico Covid-19. https://observatorioobstetrico.shinyapps.io/covid_gesta_puerp_br . Acessado em 02/06/2021

Defensoria pública do estado de São Paulo OFÍCIO N.º111/2021/NUDEM 08 de junho de 2021

POSICIONAMENTO SOGESP VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 PARA GESTANTES E PUÉRPERAS 08 de junho de 2021